domingo, 5 de outubro de 2008

Gina – sua vida pessoal

Cansei, sinceramente não sei se sirvo mais pra essa vida de paus... É pau pra lá, pau pra cá... Pau entrando na boca dos outros, entre os dentes, sendo salivado por milhares de crianças e adolescentes que ainda não sabem o que querem da vida... Todos sabem que vida profissional e pessoal não podem se misturar, foi exatamente o que fiz. Quando resolvi criar minha empresa de palitos de dente pensei grande, pensei no bom empreendimento que estava por vir, mas o machismo e o preconceito da sociedade era algo claro. No começo ficava revoltada com as inúmeras piadinhas que escutava, já que era a principal representante de minha marca:
“ E aí, que tal experimentar um pau maior?!”
“ Não se contente com pauzinhos tão pequenos Gina”
“ Experimente seus palitos na versão maior...bem maior”
“ O meu também pode ser colocado na boca”
“Também tô pensando em abrir um negócio com o meu palito..”


Desde pequena tive sonhos horríveis com os derivados da madeira atrás de mim, não só atrás, mas na frente, no meio...era algo assustador. Foi aí que comecei a ver o outro lado da moeda: Ginas. Não estava procurando minhas charas, mas sim o que elas podiam me oferecer. Poderiam Sônias e suas ginas, Tânias e suas ginas, Adrianas e suas ginas, Kátias e suas ginas... enfim, todas tinha uma gina em comum. No começo tinha medo do que a sociedade poderia pensar de mim, afinal seria algo extremamente contraditório, eu Gina dos Palitos, desejando uma outra gina.

Relutei durante muitos anos, mas até que um dia encontrei uma mulher que me guiou para o bom caminho: Regina. Regina foi algo que me abriu muita coisa, me fez sentir o que nenhum palito tivera me proporcionado. Sentir uma outra gina em mim era algo inexplicável, a partir daí os palitos antes colocados em primeiro lugar em minha vida, começaram a ser utilizados somente para ocasiões de extrema urgência. Daí por diante comecei a reparar que os palitos estavam começando a ser deixados de lado, que muitas ginas por esse mundão de meu Deus preferiam uma gina para se satisfazerem.

Resolvido minha indecisão palitos x ginas, comecei a pensar seriamente a largar o negócio dos paus e deixar de herança para minhas sobrinhas... Sim, eu não casei e não tive filhos...mas, com a cabeça fria, decidi separar minha vida pessoa ginística da profissional palitística. Desde então comecei a pensar nas diversas formas de atrair o mais novo público para colocar meus palitos na boca, sem perder a clientela antiga. Por isso eu digo Ginas de todo o mundo, deixem o preconceito de lado, porque um pequeno pauzinho não faz mal a ninguém! Aprecie com moderação.

8 comentários:

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

hahahahhaha!
adorei o modo como vocÊ conduziu o texto, como tratou do assunto, com humor inteligente!
muito muito muito bom!!!
beijos e borboleteios!

Bru disse...

Menina você tem futuro viu?!
Adorei o seu humor, muito inteligente e ironico...ADOREI...
Vou voltar sempre aqui viu?!
Bjinhos

Geminiana Doce disse...

Eu adorei vc !!!!
Que ótimo seu blog...Humor inteligente eu adorooooo....uhuu
Obrigada pela visita e muitos anos de vida e sucesso ao seu blog!!!

bjos

blog do dudu santos disse...

Muito bom!!!Criativo...pessoas tem que ter humor..maravilha!!
bjo do artista

Priscila disse...

Arrasou, Ginística!

Lole disse...

Nooooooossaaaaaaaaaa mtooo bom teu blog guria xD Humor e ironia juntos, mtooo bom msmo xD Vou continuar a passar por aki pra ler mais desses textos otemos xD

bjsss=**********************

No... disse...

Puxa!!!
Originallíssimo teu espaço!!!
Gostei... Parabéns, você tem futuro, viu!!!
E ah!!! Brigadinha pelo elodiooo...

Bjinhus...

Chefe disse...

Apareci aki pra cobrar, quando você irá postar outro texto... hein, hein ?!?!?!

Adorei o primeiro, espero outros !!!

Beijooooooooooooo

Chefe !!!